• Permalink | Responder

    O que nos encantaby Pat

    30 April 2013Tags: Frases,  

     

    “Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida, removendo pedras e plantando flores”. Cora Coralina

    Love, Patflor

     

     
  • Permalink | Responder

    Variando o cardápioby Pat

    29 April 2013Tags: comida mediterrânea  

    Numa manhã dessas, já passava das 11 e ainda não sabia exatamente se estava com fome para café da manhã ou almoço. Apenas sabia que queria um restaurante para “orçamento consciente” e que tivesse um cardápio variado e não costumeiro para mim. Saí caminhando em direção à praia e lembrei do Armenian Cafe – escolha acertada!

    O restaurante tem um jeitão simples e o pessoal que serve é muito brincalhão. Há um terraço de madeira grande de onde se avista o mar. As mesas ficam relativamente próximas umas das outras e, em determinados momentos, as pessoas interagem com comentários e conversas breves, tornando o ambiente bastante descontraído e divertido. Já havia jantado lá - rack of lamb (carré de cordeiro ou fran rack, aquele do ossinho pra cima), dos deuses! Ah, sim, como esquecer… Todas as sextas-feiras e sábados, depois das 18hs, tem dança do ventre. As dançarinas vão dançando entre as mesas do restaurante e terraço.

    vista da mesa do terrace

     

    belly dancer

    O Armenian Cafe tem um menu que oferece pratos autênticos das cozinhas grega, libanesa, armenia e redondezas do mediterrâneo, inclusive as bebidas.  Tudo muito saboroso, farto e de preço amigável.  Amigável também com os cães, você pode levar o seu peludinho e comer no terraço. Ao sair, você passa por um sino que deverá ser tocado, se você gostou da comida.

    sino `a direita

    Eu pedi um sanduíche de gyros em pão árabe e batatas, ótimo para quem é vegetariano e tomei um chá gelado. Está mais para café da manhã ou almoço? O que acha?

    Love, Patflor

    Armenian Cafe - 3126 Carlsbad Boulevard      Carlsbad, Ca 92008       Phone (760) 720-2233

    *belly dancer image is from the cafe website

     
  • Permalink | Responder

    No fim de semana passado foi a minha vez de escapar para Julian. A poucas semanas minha mãe esteve por lá, lembra? (aqui).

    Eu acampei no parque local Willian Heise, que tem várias trilhas com bichinhos silvestres para todo lado! No fim do dia fui até o centro de Julian para me deliciar com a famosa torta de maçã. Na verdade eu comi a de nozes, que é a minha favorita. Quentinha, com uma bola de sorvete de creme… ai minha dieta! Rodei pelos diversos antiquários, tudo bem simples e pitoresco.

     

    Bom final de semana!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Hoje o dia amanheceu lindo, azul e radiante. Hoje é dia de celebrar a vida de uma das pessoas mais importantes do meu mundo. Hoje é o dia dela!

    FELIZ ANIVERSARIO, mãe!

    Que esse novo ciclo que se inicia, seja repleto de alegrias, boas surpresas, muita saúde, conquistas, eventos, fashion e Patflor!

    Te amo, te amo, te amo!

    Love, Paula

     
  • Permalink | Responder

    X Games Foz do Iguaçu 2013by Pat

    24 April 2013Tags: Esporte Radical, X Games  

    O maior evento de esportes radicais do mundo, X Games, aconteceu entre os dias 18 e 21 de abril, no Parque Infraero e no Parque Nacional do Iguaçu, em frente às maravilhosas Cataratas. Foram, ao todo, 15 competições em quatro modalidades diferentes: skate, BMX, Moto X e Rally. Você acompanhou?

    O Brasil conquistou um total de seis medalhas, sendo três de ouro no skate. Bob Burnquist levou ouro no Skate Big Air, Leticia Bufoni, ouro no Skate Street Feminino e Pedro Barros, ouro no Skate Park. Na disputa do Vertical, Burnquist era o favorito para o título, mas uma contusão logo no começo o tirou da disputa. O Brasil ganhou prata com Sandro Dias e bronze com Marcelo Bastos. Jéssica Florêncio ficou com o bronze no Street Feminino.

    Leticia Bufoni e Pedro Barros

     

    Leticia Bufoni

    Pedro Barros

    Curiosidde – Os X Games de Foz do Iguaçu, pela primeira vez, incluíram uma competição online de surf chamada Real Surf. Os atletas participaram enviando vídeos e especialistas e público selecionaram o vencedor. O Real Surf faz parte do Real Series, uma série de competições online em que os participantes enviam vídeos com até 60 segundos e o público escolhe o seu favorito para o X de ouro. Para as competições de 2013, a organização dos X Games anunciou a adição de três novas modalidades do Real Series: Real Ski Backcountry, Real Surf e Real Women.

    O brasileiro Gabriel Medina venceu a primeira edição do X Games Real Surf na votação feita pelo público na internet. O americano Jordy Smith foi o vencedor na opinião dos jurados (ambos receberam prêmios em dólar).

    Gabriel Medina

    Os X Games terão seis eventos em 2013. Os primeiros foram os jogos de inverno em Aspen, nos Estados Unidos, e Tignes, na França. Depois de Foz do Iguaçu, os X Games de Verão prosseguem em Barcelona – Espanha, entre 16 e 19 de maio; Munique – Alemanha, entre 27 e 30 de junho; e terminam em Los Angeles – Estados Unidos, entre 1 e 4 de agosto.

    BMX

     

    Moto X

     

    Rally

    Parabéns aos nossos brasileiros e demais vencedores! Parabéns Foz do Iguaçu, pelo sucesso total e em ter sido a primeira cidade a participar da expansão global dos X Games!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Dia Internacional da Terra – Earth Dayby Pat

    23 April 2013Tags: Consciência ecológica, meio-ambiente, Terra  

    O Dia do Planeta Mãe Terra é celebrado em 22 de abril, quando eventos de apoio à proteção ao meio ambiente acontecem em mais de 192 países, todos os anos. Mas, o que se espera realmente é tornar todos os segmentos do nosso planeta cada vez mais envolvidos com o nosso meio-ambiente e dispostos a reciclar materiais e a reduzir o desperdíciio – já faria uma grande diferença.

    Consciência Ecológica, isso sim, é que está na moda! Isso sim, é que é fonte de inspiração!

    borboleta, Rio de Janeiro, 2008

    “O segredo é não correr atrás das borboletas… É cuidar do jardim para que elas venham até você”.

    Mario Quintana

     

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Comida Mexicana, olé!by Pat

    22 April 2013Tags: Mexican Food,  

    Acho que a comida mexicana é uma das que mais se aproxima da nossa e, para a minha alegria, existem inúmeros restaurantes de comida mexicana em San Diego – desde as cadeias de fast food aos super tradicionais. Gosto e frequento vários, mas há aqueles que, além de terem um cardápio autêntico e caprichado, têm uma decoração bem folclórica e festiva. Num dia desses, estava com “desejo” de arroz e feijão e como durante a primavera o sol se põe depois das 19hs, resolvi guardar o carro na garagem, caminhar pela village e ir jantar no Garcia’s.

    Garcia’s é um daqueles restaurantes que começou pequeno, com os próprios donos cozinhando e trabalhando duro para sustentar os filhos. Em 1960, Ophelia e Abel deram início ao legado da família Garcia, que vem sendo passado de geração à geração.

    Além do arroz e feijão, pedi carne assada – ai, ai, ai, que delícia. Tá rindo? Isso é iguaria rara para mim! Sabe o que acho curioso, mas que já me acostumei e já gosto: guacamole, que é abacate como comida de sal (repara no purê verde no prato). E o que não poderia faltar: uma margarita, semelhante a nossa caipiríssima, só que com tequila.

    Pronto, matei a vontade!

    Love, Patflor

    Ah, sim, as fotos são de celular, que estava com a bateria acabando… sorry.

    Garcia’s   – 2968 State Street      Carlsbad, CA 92008       Phone: 760-729-8565

     
  • Permalink | Responder

    Curiosidades Americanasby Paula

    19 April 2013Tags:  

    Essa semana, um dos top compartilhamentos nas redes sociais foi o bem-humorado texto sobre os hábitos dos brasileiros visto pelo francês, Oliver Teboul, que mora em BH (aqui). Me diverti muito lendo e comecei a pensar nas coisas que me surpreenderam assim que me mudei para os EUA, em 2010, e resolvi entrar na brincadeira.

    Só para esclarecer: os pontos levantados a seguir são apenas a minha opinião, baseada em minhas experiências vividas em San Diego, sem a intensão de ofender ninguém. Tenho consciência que muitos dos fatos não se aplicam a todos ou a outras cidades dos EUA.

    -   Em San Diego, poucos americanos são loiros, branquelos, de olhos azuis. Poucas, também, são as mulheres com seios grandes,

    -   Em San Diego, as pessoas fazem exercícios físicos diariamente, evitam fast food e não são obesas,

    -  Em San Diego, as pessoas vão à praia de roupa em qualquer época do ano, inclusive no verão. No inverno, vão de moletom e tênis! Homens não usam sunga. Sunga é  coisa de europeu. As mulheres usam calçolão, mas isso não é  nenhuma novidade. Todos acham que biquini brasileiro é fio dental, ninguém parece entender o conceito do meio termo. Na praia é proibido o consumo de bebida alcoólica, não existem vendedores ambulantes e se você não levar comida de casa vai morrer de fome. São poucos os americanos que conseguem ficar quietos por mais de 5 minutos na praia. Estão sempre inventando o que fazer. A praia é lugar de jogar bola de futebol americano um pro outro, frisby, ferradura de cavalo, bocci ball, etc. A água do mar parece uma piscina de gelo, eu só consigo dar um mergulho 2x por ano, mas as crianças se esbaldam (não sei como não morrem de hipotermia!),

    -  Em San Diego, você chega em qualquer lugar em 15 minutos. E se demorar mais do que isso, reclamam do trânsito. Isso é porque eles nunca enfrentaram a ponte Rio-Niterói ou a Avenida Paulista. Isso sim é que é trânsito!

    -   Em San Diego, as pessoas respeitam as leis de trânsito. No sinal de “PARE”, elas param mesmo. Nas esquinas, pedestres têm a preferência e eles saem atravessando mesmo, os motoristas tem que estar sempre atentos. No sinal vermelho podemos virar à direita se não tiver vindo carro. As ruas são largas e as pessoas dão distância entre um carro e outro. Os sinais de trânsito tem sensores que fazem o sinal abrir para você imediatamente se não tiver outro carro vindo na direção oposta. Por incrível que pareça, mesmo com tanto respeito com as leis, ninguém usa seta!

    -  Em San Diego, todo lugar público tem muitas vagas para deficientes, e nenhum deles fica em casa. São todos muito ativos.

    -  Em San Diego, as pessoas não colocam ketchup em pizza, cachorro-quente é pão com salsicha (não tem molho), Mc Donald’s só é frequentado por morador de rua, idosos ou estrangeiros.

    - Em San Diego, muitas pessoas são germofóbicas, nunca vi tanta frescura junta. Ninguém divide canudo com ninguém, se você morder a batata frita não pode colocar de novo no molho (double dipping), todo lugar público tem álcool em gel espalhados pra todo lado, eles tossem colocando o cotovelo na frente da boca para não contaminar as mãos, mas por outro lado e apesar de tanto cuidado, comem tudo com as mãos, não usam guardanapo para segurar nada. Aliás, em geral, não se usa porta-guardanapos nas mesas de restaurantes. Mesmo em restaurantes mais simples, você só ganha um de papel para colocar no colo. Se quiser mais, tem que pedir!

    -  Em San Diego, ao conhecer alguém eles dão aperto de mão. Ninguém dá 2 beijinhos, mesmo amigos. No máximo um abraço esquisito meio de lado.

    -   Em San Diego, quando conhecemos um brasileiro viramos da mesma família.

    -  Em San  Diego, Brazilian Waxing (depilação brasileira), significa depilar TUDO, não sobra um fiozinho. Não sei da onde saiu esse nome!

    -   Em San Diego, céu azul e sol não são sinônimos de calor. Dizem que aqui tem um dos melhores climas do mundo, mas na verdade é frio pra caramba!

    -   Em San Diego, se você perguntar “tudo bem?”, esteja preparado para qualquer resposta. Mesmo se você não conhece bem a pessoa, ela pode responder a verdade, contar sobre o seu dia dela, etc. Os americanos, em geral, são super amigáveis, educados, sorridentes e prestativos. Porém, as amizades são mais superficiais. Tenho vários amigos americanos, mas nenhum deles é amigo, amigo mesmo, igual somos no Brasil. Ninguém aparece na casa do outro sem avisar, tem que marcar um encontro com pelo menos 1 semana de antecedência.

    -  Em San Diego, é muito difícil conhecer alguém que tenha nascido em San Diego. A maioria é estrangeiro ou americano que se mudou da costa leste para fugir do frio.

    -   Em San Diego, todo restaurante tem que ter prato vegetariano. Mas é impossível encontrar pratos para carnívoros como eu. Todo prato de comida tem que ter alguma salada ou legume. Tenho sempre que mandar tirar alguma coisa! Ainda não descobriram a comida a peso e existe muito desperdício de comida. As mães aqui não falam para os filhos que tem que comer tudo, que não pode deixar sobrar porque tem muita gente com fome no mundo. Se não comer, vai tudo pro lixo mesmo. Pelo menos, é muito comum levar sobra de comida para casa.

    -  Em San Diego, tem gente vestida de tudo quanto é jeito que você imaginar. Ninguém critica ou julga ninguém. A moda é livre. Uma coisa muito comum a todos os americanos é o chinelo. Todo mundo sai de chinelo, até mesmo para trabalhar. Ah, e bonés também.

    -  Em San Diego, ao contrário do Brasil, serviços são caros e coisas são baratas. Você compra um relógio por uma pechincha, mas para ter faxineira tem que gastar a metade do seu salário! Por isso ninguém tem empregada fixa como no Brasil.

    -  Em San Diego, as casas são feitas de madeira, as favelas do Brasil parecem mais resistentes. Para ter uma ideia, você consegue pendurar fotos na parede, usando tachinha (pin)!

    -  Em San Diego, se for convidado para um BBQ (churrasco), significa comida feita na churrasqueira, que raramente inclui carne (demorei muito para entender isso!). O mais comum é hamburguer, cachorro quente (sem molho), frango, etc na grelha. Churrasqueira aqui não tem espeto, muito menos motor giratório. Ninguém usa sal grosso em carne. Nos churrascos, ninguém fica mais do que 5 minutos só conversando. Americano é muito ativo e está sempre inventando algo para fazer. Sempre tem algum jogo rolando e o mais comum deles em churrascos ,é o “Beer-Pong”, onde coloca-se copos de plástico cheios de cerveja fazendo um triangulo de cada lado da mesa e dois grupos tentam acertar uma bolinha de ping-pong no copo. Se acertar o outro time tem que beber. Ganha quem acertar todos os copos primeiro.

    -  Em San Diego, a maneira com que as mulheres dançam juntas nas boates, faz qualquer baile funk parecer convento! E sim, os homens são mais lentos para tomar atitude e te chamam para jantar umas 10x antes de dar o próximo passo. Por outro lado, são extremamente atenciosos, respeitosos, carinhosos. Príncipes!

    -   Em San Diego, os restaurantes fecham as 10pm e as boates as 2am. As pessoas bebem muito e não se surpreenda ao ver gente caindo no chão, literalmente. Se você estiver muito bêbado, os seguranças te põe para fora da boate. Ninguém dirige bêbado. A noite você só vê taxi e carro de polícia nas ruas.

    - Em San Diego, a maioria das pessoas divide aluguel de apartamento com alguém. Casas são muito caras. E apartamento significa um prédio com 2 ou 3 andares. Não existem prédios altos, a não ser no centro da cidade. A maioria dos apartamentos proíbem animais de estimação, mas todo mundo aqui tem cachorro! Não sei como. Os cachorros são tratados como gente. Não podem ficar em casa sozinhos por mais de 4-5hs, são super paparicados e protegidos e a vida do dono gira em torno do cachorro. As pessoas levam o cachorro para passear de 2-3x por dia, mesmo tendo quintal em casa. Todo mundo leva seus cachorros para serem treinados por um profissional, ninguém sabe treinar o cachorro sozinho. Existem muitos parques e praias para cachorros, com bebedouro para cachorro, saquinhos de lixo para coletar dejetos, etc.

    -   Em San Diego, ninguém vai ao banco. Está sempre vazio e os funcionários me chamam pelo nome quando eu entro!

    -   Em San Diego, os bares tem várias televisões, passando todos os esportes imagináveis, menos futebol (soccer).

    -   Em San Diego,  as pessoas cantam “parabéns pra você” em tom de velório, não gritam e não batem palma.

    Essas são algumas diferenças que chamaram a minha atenção. Acredito que não existe certo ou errado, melhor ou pior, são apenas diferenças culturais. Tenho orgulho de ser brasileira e mantenho nossas tradições. Mas San Diego só tem me dado alegrias, com uma qualidade de vida indescritível. Como diria Lulu Santos, “na Califórnia é diferente, irmão, é muito mais do que um sonho”.

    Com certeza esqueci de alguma coisa. Alguém tem algo a acrescentar?

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    A renda transcende o status de tendência, evocando feminilidade e sofisticação.

    Esse mês o “SD Style Bloggers Dress in” é RENDA! Por isso selecionei esse look usado pela Paula no evento de lançamento do blog da Vixen na semana passada (aqui). A combinação tem uma silhueta simples, porém polida. A saia justa demonstra uma atitude contemporânea, que associada à blusa delicada de renda, provoca um resultado bastante sedutor. A escolha de cores neutras transmite uma elegância despretenciosa.

    Eu gostei muito e você, o que achou?

    Love, Patflor

    Para ver esse e outros looks de renda acesse a página do SD Style Bloggers.

     
  • Permalink | Responder

    Muito talento e criatividade na noite de apresentação dos 26 designers que estarão exibindo suas coleções no Fashion Week San Diego™ 2013. A conferência com a media aconteceu no Roppongi Restaurant e Sushi Bar, em La Jolla, ao meio de luzes, câmeras e muita agitação. A balada super contagiante do DJ Heyrock do Sleeping Giant Music, eletrizou a noite.

    Allison Andrews, charmosa diretora e fundadora do FWSD, falou aos convidados, à imprensa e blogueiras sobre características únicas de cada um dos geniais designers e, também, sobre o calendário de eventos. A Fashion Week San Diego™ desse ano será no fabuloso Broadway Pier downtown, de 30 de setembro a 6 de outubro. O evento Art & Beauty behind Fashion, no dia 2, será o marco da abertura para os demais eventos para o público pagante, profissionais da indústria e media. Haverão três noites – yeah! – de Runway Shows (3 a 5/out). Finalmente no domingo, 6, o fechamento do evento, com o muito antecipado Trunk Show, onde os designers vendem suas criações aos convidados.

    FWSD 2013 Designers em ordem alfabética:

    A’Doreus, Ashley Raymond, C Venti, CG by Cynthia, Danh Ta, Diestra, Dos Caras Swimwear, Greenpatcha, Isabel Vianey, Johnathan Josef Garment Company, Collections of Kathryn Elizabeth, Keisha Audrey, Laced with B, ‘Love, Charles’, Mahogany Blues, Maegan Stracy, Makeshift Apparel, Maralonzo, nOia by Evelyne, RHCREATION, Second Star Designs, SYC Collection, VICTROLA, Wishnow, WM Couture Designs, and Yuwei Designs.

    Love, Patflor

    Fashion Week San Diego™ is a collaborative entertainment fashion event to celebrate emerging designers by showcasing and highlighting the pulse of these entrepreneurs and what they are creating. Fashion Week San Diego is pleased to give these emerging fashion designers a platform to launch their careers. Pre-sale tickets are now currently on sale until May 1st when prices will then increase or sell out.

    Visit http://www.fashionweeksd.com for more information.

     
c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar