Posts by Paula RSS

  • Permalink | Responder

    Hoje o dia amanheceu lindo, azul e radiante. Hoje é dia de celebrar a vida de uma das pessoas mais importantes do meu mundo. Hoje é o dia dela!

    FELIZ ANIVERSARIO, mãe!

    Que esse novo ciclo que se inicia, seja repleto de alegrias, boas surpresas, muita saúde, conquistas, eventos, fashion e Patflor!

    Te amo, te amo, te amo!

    Love, Paula

     
  • Permalink | Responder

    Curiosidades Americanasby Paula

    19 April 2013Tags:  

    Essa semana, um dos top compartilhamentos nas redes sociais foi o bem-humorado texto sobre os hábitos dos brasileiros visto pelo francês, Oliver Teboul, que mora em BH (aqui). Me diverti muito lendo e comecei a pensar nas coisas que me surpreenderam assim que me mudei para os EUA, em 2010, e resolvi entrar na brincadeira.

    Só para esclarecer: os pontos levantados a seguir são apenas a minha opinião, baseada em minhas experiências vividas em San Diego, sem a intensão de ofender ninguém. Tenho consciência que muitos dos fatos não se aplicam a todos ou a outras cidades dos EUA.

    -   Em San Diego, poucos americanos são loiros, branquelos, de olhos azuis. Poucas, também, são as mulheres com seios grandes,

    -   Em San Diego, as pessoas fazem exercícios físicos diariamente, evitam fast food e não são obesas,

    -  Em San Diego, as pessoas vão à praia de roupa em qualquer época do ano, inclusive no verão. No inverno, vão de moletom e tênis! Homens não usam sunga. Sunga é  coisa de europeu. As mulheres usam calçolão, mas isso não é  nenhuma novidade. Todos acham que biquini brasileiro é fio dental, ninguém parece entender o conceito do meio termo. Na praia é proibido o consumo de bebida alcoólica, não existem vendedores ambulantes e se você não levar comida de casa vai morrer de fome. São poucos os americanos que conseguem ficar quietos por mais de 5 minutos na praia. Estão sempre inventando o que fazer. A praia é lugar de jogar bola de futebol americano um pro outro, frisby, ferradura de cavalo, bocci ball, etc. A água do mar parece uma piscina de gelo, eu só consigo dar um mergulho 2x por ano, mas as crianças se esbaldam (não sei como não morrem de hipotermia!),

    -  Em San Diego, você chega em qualquer lugar em 15 minutos. E se demorar mais do que isso, reclamam do trânsito. Isso é porque eles nunca enfrentaram a ponte Rio-Niterói ou a Avenida Paulista. Isso sim é que é trânsito!

    -   Em San Diego, as pessoas respeitam as leis de trânsito. No sinal de “PARE”, elas param mesmo. Nas esquinas, pedestres têm a preferência e eles saem atravessando mesmo, os motoristas tem que estar sempre atentos. No sinal vermelho podemos virar à direita se não tiver vindo carro. As ruas são largas e as pessoas dão distância entre um carro e outro. Os sinais de trânsito tem sensores que fazem o sinal abrir para você imediatamente se não tiver outro carro vindo na direção oposta. Por incrível que pareça, mesmo com tanto respeito com as leis, ninguém usa seta!

    -  Em San Diego, todo lugar público tem muitas vagas para deficientes, e nenhum deles fica em casa. São todos muito ativos.

    -  Em San Diego, as pessoas não colocam ketchup em pizza, cachorro-quente é pão com salsicha (não tem molho), Mc Donald’s só é frequentado por morador de rua, idosos ou estrangeiros.

    - Em San Diego, muitas pessoas são germofóbicas, nunca vi tanta frescura junta. Ninguém divide canudo com ninguém, se você morder a batata frita não pode colocar de novo no molho (double dipping), todo lugar público tem álcool em gel espalhados pra todo lado, eles tossem colocando o cotovelo na frente da boca para não contaminar as mãos, mas por outro lado e apesar de tanto cuidado, comem tudo com as mãos, não usam guardanapo para segurar nada. Aliás, em geral, não se usa porta-guardanapos nas mesas de restaurantes. Mesmo em restaurantes mais simples, você só ganha um de papel para colocar no colo. Se quiser mais, tem que pedir!

    -  Em San Diego, ao conhecer alguém eles dão aperto de mão. Ninguém dá 2 beijinhos, mesmo amigos. No máximo um abraço esquisito meio de lado.

    -   Em San Diego, quando conhecemos um brasileiro viramos da mesma família.

    -  Em San  Diego, Brazilian Waxing (depilação brasileira), significa depilar TUDO, não sobra um fiozinho. Não sei da onde saiu esse nome!

    -   Em San Diego, céu azul e sol não são sinônimos de calor. Dizem que aqui tem um dos melhores climas do mundo, mas na verdade é frio pra caramba!

    -   Em San Diego, se você perguntar “tudo bem?”, esteja preparado para qualquer resposta. Mesmo se você não conhece bem a pessoa, ela pode responder a verdade, contar sobre o seu dia dela, etc. Os americanos, em geral, são super amigáveis, educados, sorridentes e prestativos. Porém, as amizades são mais superficiais. Tenho vários amigos americanos, mas nenhum deles é amigo, amigo mesmo, igual somos no Brasil. Ninguém aparece na casa do outro sem avisar, tem que marcar um encontro com pelo menos 1 semana de antecedência.

    -  Em San Diego, é muito difícil conhecer alguém que tenha nascido em San Diego. A maioria é estrangeiro ou americano que se mudou da costa leste para fugir do frio.

    -   Em San Diego, todo restaurante tem que ter prato vegetariano. Mas é impossível encontrar pratos para carnívoros como eu. Todo prato de comida tem que ter alguma salada ou legume. Tenho sempre que mandar tirar alguma coisa! Ainda não descobriram a comida a peso e existe muito desperdício de comida. As mães aqui não falam para os filhos que tem que comer tudo, que não pode deixar sobrar porque tem muita gente com fome no mundo. Se não comer, vai tudo pro lixo mesmo. Pelo menos, é muito comum levar sobra de comida para casa.

    -  Em San Diego, tem gente vestida de tudo quanto é jeito que você imaginar. Ninguém critica ou julga ninguém. A moda é livre. Uma coisa muito comum a todos os americanos é o chinelo. Todo mundo sai de chinelo, até mesmo para trabalhar. Ah, e bonés também.

    -  Em San Diego, ao contrário do Brasil, serviços são caros e coisas são baratas. Você compra um relógio por uma pechincha, mas para ter faxineira tem que gastar a metade do seu salário! Por isso ninguém tem empregada fixa como no Brasil.

    -  Em San Diego, as casas são feitas de madeira, as favelas do Brasil parecem mais resistentes. Para ter uma ideia, você consegue pendurar fotos na parede, usando tachinha (pin)!

    -  Em San Diego, se for convidado para um BBQ (churrasco), significa comida feita na churrasqueira, que raramente inclui carne (demorei muito para entender isso!). O mais comum é hamburguer, cachorro quente (sem molho), frango, etc na grelha. Churrasqueira aqui não tem espeto, muito menos motor giratório. Ninguém usa sal grosso em carne. Nos churrascos, ninguém fica mais do que 5 minutos só conversando. Americano é muito ativo e está sempre inventando algo para fazer. Sempre tem algum jogo rolando e o mais comum deles em churrascos ,é o “Beer-Pong”, onde coloca-se copos de plástico cheios de cerveja fazendo um triangulo de cada lado da mesa e dois grupos tentam acertar uma bolinha de ping-pong no copo. Se acertar o outro time tem que beber. Ganha quem acertar todos os copos primeiro.

    -  Em San Diego, a maneira com que as mulheres dançam juntas nas boates, faz qualquer baile funk parecer convento! E sim, os homens são mais lentos para tomar atitude e te chamam para jantar umas 10x antes de dar o próximo passo. Por outro lado, são extremamente atenciosos, respeitosos, carinhosos. Príncipes!

    -   Em San Diego, os restaurantes fecham as 10pm e as boates as 2am. As pessoas bebem muito e não se surpreenda ao ver gente caindo no chão, literalmente. Se você estiver muito bêbado, os seguranças te põe para fora da boate. Ninguém dirige bêbado. A noite você só vê taxi e carro de polícia nas ruas.

    - Em San Diego, a maioria das pessoas divide aluguel de apartamento com alguém. Casas são muito caras. E apartamento significa um prédio com 2 ou 3 andares. Não existem prédios altos, a não ser no centro da cidade. A maioria dos apartamentos proíbem animais de estimação, mas todo mundo aqui tem cachorro! Não sei como. Os cachorros são tratados como gente. Não podem ficar em casa sozinhos por mais de 4-5hs, são super paparicados e protegidos e a vida do dono gira em torno do cachorro. As pessoas levam o cachorro para passear de 2-3x por dia, mesmo tendo quintal em casa. Todo mundo leva seus cachorros para serem treinados por um profissional, ninguém sabe treinar o cachorro sozinho. Existem muitos parques e praias para cachorros, com bebedouro para cachorro, saquinhos de lixo para coletar dejetos, etc.

    -   Em San Diego, ninguém vai ao banco. Está sempre vazio e os funcionários me chamam pelo nome quando eu entro!

    -   Em San Diego, os bares tem várias televisões, passando todos os esportes imagináveis, menos futebol (soccer).

    -   Em San Diego,  as pessoas cantam “parabéns pra você” em tom de velório, não gritam e não batem palma.

    Essas são algumas diferenças que chamaram a minha atenção. Acredito que não existe certo ou errado, melhor ou pior, são apenas diferenças culturais. Tenho orgulho de ser brasileira e mantenho nossas tradições. Mas San Diego só tem me dado alegrias, com uma qualidade de vida indescritível. Como diria Lulu Santos, “na Califórnia é diferente, irmão, é muito mais do que um sonho”.

    Com certeza esqueci de alguma coisa. Alguém tem algo a acrescentar?

    Love, Patflor

     
    • Siotto 20 April 2013 Permalink | Responder

      Em San Diego, as criancas sao educadas e utilizam sempre palavras como licensa, desculpa, etc.

      Aqui familiares (a maioria deles) quando vem visitar membros da familia ficam hospedados em hotel ao inves da casa da pessoa.

      Aqui tambem, quando a pessoa falece, celebram numa cerimonia a vida dela aqui na terra, quasecomo uma festa, com comes e bebes ao inves do velorio tradicional Brasileiro.

      O falecido tambem nao e enterrado em 24 horas como no Brasil, e a maioria e cremado.

      Aqui adultos e criancas naturalmente arrotam e logo apos pedem licensa.

      Aqui tambem independente do nivel economico, as pessoas sao tratadas de igual para igual como ser humano, casos que ocorrem muito entre empregada domesticas ou babas com suas patroas.

    • Siotto 20 April 2013 Permalink | Responder

      Em San Diego, as criancas sao educadas e utilizam sempre palavras como licensa, desculpa, etc.

      Aqui familiares (a maioria deles) quando vem visitar membros da familia ficam hospedados em hotel ao inves da casa da pessoa.

      Aqui tambem, quando a pessoa falece, celebram numa cerimonia a vida dela aqui na terra, quasecomo uma festa, com comes e bebes ao inves do velorio tradicional Brasileiro.

      O falecido tambem nao e enterrado em 24 horas como no Brasil, e a maioria e cremado.

      Aqui adultos e criancas naturalmente arrotam e logo apos pedem licensa.

      Aqui tambem independente do nivel economico, as pessoas sao tratadas de igual para igual como ser humano, casos que ocorrem muito entre empregada domesticas ou babas com suas patroas.

      • patflor 20 April 2013 Permalink | Responder

        Muito obrigada por ajudar a completar a lista! Hoje me lembrei tambem que em San Diego, os onibus tem horario exato para passar em cada ponto, nunca atrasa e se estiver adiantado, fica esperando. Os motoristas sao educados e dirigem dentro do limite da velocidade. Os onibus tem um rack para colocar bicicletas e rampa para cadeira de rodas ;)

    • Siotto 20 April 2013 Permalink | Responder

      Em San Diego enviam cartao de “Thank You” como forma de agradecimento por algo recebido seja um jantar, uma indicacao, um favor e outros.

      • patflor 20 April 2013 Permalink | Responder

        Isso mesmo! Tambem mandam cartao para desejar feliz aniversario. Ninguem manda cartoes no Brasil em nenhuma ocasiao.

    • Marco di gianvincenzo 30 April 2013 Permalink | Responder

      gostei do mesmo jeito de que gostei do relato do frances e pronto sem polemicas e nada de quem ganhou mais copas do mundo, um abraço e parabéns pelo desenho escrito de San Diego. ( eu pensava que so tivesse gays)

      • patflor 1 May 2013 Permalink | Responder

        haha Muito Obrigada, Marco! E viva as diferencas ;)

    • Kenia 1 May 2013 Permalink | Responder

      Paula meus parabéns !!!
      A cada nova matéria no blog o conteúdo só melhora e me surpreendo com tudo que leio e acompanho rs …. Ando sumida, mas agora com uma nova máquina rs (notebook) acho que conseguirei me atualizar com mais facilidade rs …
      Não conheço San Diego, mas depois depois da sua descrição e relatos fiquei muito curiosa rs …
      Agora entendo um pouco quando você diz que só teve coisas boas maravilhosas nesse novo capítulo da sua vida fora do Brasil.

      • patflor 1 May 2013 Permalink | Responder

        Muito Obrigada, Kenia! Voce eh uma leitora muito querida que nos acompanha desde o comecinho! Ficamos felizes que esteja de volta! Super beijo!

  • Permalink | Responder

    No último sábado, a casa de show PB Bar & Grill, em San Diego, “pegou fogo”, mostrando para os gringos todo o gingado brasileiro. A excelente organização coordenada por Paulo Batuta não poderia ter resultado diferente: Sucesso total! Conversando com o próprio Paulo, ele garantiu que muitas festas como estas estão por vir. Por isso se você perdeu, fique ligado nos próximos eventos!

    A festa foi completa! No pátio descoberto do PB Bar & Grill, a noite iniciou com o meu querido André Monari cantando sucessos da MPB e pop rock nacional, que contou com algumas participações especiais para aquecer a galera. Mais tarde foi a vez da banda de forró SOLEMAR conduzir o arrasta-pé. Eu me acabei de dançar com minha amiga e parceira predileta Marcella Branco.

    O show da capoeira Mandinga deixou a plateia boquiaberta. Ainda em ritmo de piruetas, o samba assumiu o controle, dando destaque as dançarinas do Brazicali, que hipnotizaram os marmanjos presentes! A música ao vivo rolou até o final da noite e nos poucos intervalos, a DJ Potira não deixou ninguém parado. Eu fui para casa satisfeita: perna doendo, descabelada, arrasada de tanto dançar. Brasileiro sabe mesmo como festejar!

    Parabéns a todos pela produção do evento e também ao público presente que contribuiu para a ótima energia da festa! Nosso muito obrigada a fotógrafa Jane Ceron que compartilhou conosco todos os cliques da noite.

    Love, Patflor

    PB Bar & Grill: 860 Garnet Ave. San Diego, CA 92109

     
    • Fabi 5 April 2013 Permalink | Responder

      Querida Patflor, o nome do primeiro artista era ANDRE MONARI. ;)

      • patflor 5 April 2013 Permalink | Responder

        Oops! Falha minha! Isso que da ficar escrevendo post tarde da noite! rs
        Muito Obrigada Fabi! Correcao feita! Sorry, Andre!!!

  • Permalink | Responder

    Depois de tanto chocolate e outras guloseimas na Páscoa, resolvi começar a semana com um cardápio mais leve, com poucas calorias e ao mesmo tempo saboroso. Que tal um Bisque de Caranguejo?

    Ingredientes (serve 4 pessoas):

    500g de carne de caranguejo ou imitação de caranguejo

    1 e 1/2 colher (sopa) de óleo vegetal

    2 cebolas cortadas em quatro meia-luas

    1 cenoura grande fatiada

    2 talos de aipo fatiados

    8 xícaras de água

    4 colheres (sopa) de manteiga

    2 colheres (sopa) de extrado de tomates

    1/3 xícara (chá) de farinha de trigo

    4 colheres (sopa) de vinho branco

    2/3 xícara (chá) de creme de leite

    Sal e pimenta branca moída na hora

    MODO DE PREPARO

    Em uma panela, aqueça o óleo, coloque a carne de caraguejo mexendo até dourar em fogo médio e junte a cebola, o aipo, a cenoura e deixe fritar levemente por 5 minutos. Junte a água e o extrato de tomates e deixe levantar fervura. Cozinhe por 25 min em fogo baixo. Retire, peneire o caldo e reserve.

    Em outra panela grande, derreta a manteiga em fogo médio e junte a farinha de trigo e deixe dourar. Junte aos poucos o vinho branco e o caldo, mexendo bem até afinar. Tempere com sal e a pimenta branca moída na hora. Abaixe o fogo e, mexendo sempre, deixe cozinhar por mais 5 minutos. Bata tudo no liquidificador. Para terminar, leve ao fogo e vá acrescentando o creme de leite aos poucos, sem deixar levantar fervura. Sirva e enfeite com cebolinhas verdes.

    Dica: reserve um pouco da carne de caranguejo para ser adicionada apenas no final, para que o bisque tenha também alguns pedacinhos, dando mais sabor e consistência.

    Experimente!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Já falamos anteriormente (aqui) sobre a fama do açaí ao redor do mundo, não apenas para consumo mas, também, em produtos de beleza, etc. Em San Diego, com tantos brasileiros, não poderia ser diferente. São muitos os cafés e lanchonetes que vendem açaí shake e a famosa tigela de açaí com frutas, mel e granola. Meu lugar favorito é o Açaí Brazilian Cafe, em Pacific Beach. Tudo feito com muito carinho pela proprietária, Fernanda Silveira e com o apoio da Simone. Além do açaí, ela faz bolos divinos, empadas, pão de queijo… hmmm me deu até água na boca! O Açaí Brazilian Cafe também é uma ótima opção para se comprar produtos Brasileiros industrializados. Não deixe de visitar!

    Morar na América, com “sabor brasileiro”, não tem preço!

    Love, Patflor

    Açaí Brazilian Cafe – 4680 Cass StSan DiegoCA (858) 255-8747

     
  • Permalink | Responder

    Feliz Dia Internacional da Mulher!by Paula

    8 March 2013Tags: Dia da Mulher  

    Hoje é o nosso dia!

    Dia internacional da beleza, da inteligência, da multi-função, do charme, da sensibilidade, do cuidado… Parabéns a todas as super mulheres!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Xô olho-gordo!

    Está precisando se harmonizar? O sal grosso é considerado um potente purificador de energias e por isso povos distintos o usam para combater o mau-olhado.

    Pensando nisso resolvi criar um “amuleto” contra energia negativa que é fácil e barato de fazer.

    Material:

    -       Vidrinho vazio

    -       Papel e caneta

    -       Sal grosso

    -       Fitinha para enfeitar

    Instruções:

    Basta escrever seu nome num pedacinho de papel, colocar no vidrinho, encher com sal grosso e enfeitar como preferir!

    Use a criatividade e faça seu amuleto do tamanho e do jeito que quiser! Que tal proteger seu relacionamento e fazer um vidrinho com seu nome e do amado? Leve sempre na bolsa com você ou deixe de enfeite no seu quarto.  Esse aqui é para o PATFLOR, e vai ficar na minha escrivaninha, onde costumo escrever os posts.

    Quem vai fazer um?

    Love, Patflor

     
    • kenia 8 March 2013 Permalink | Responder

      Putz rs …. Tenho olho grego, pimentas e um arranjo lindo na sala de sal grosso e canela, todos ganhados rs…. o importante é afastar as energias ruins ….

      • patflor 8 March 2013 Permalink | Responder

        Hehe isso ai! Todos excelentes purificadores de ambientes ;)

  • Permalink | Responder

    O teatro Copley Symphony Hall apresenta no próximo domingo, DANCE BRAZIL. Um show da fusão do movimento Afro-brasileiro, dança tradicional e contemporânea, capoeira e artes marciais baseadas na dança e música da cultura Brasileira.

    Se você mora ou está passeando por San Diego, poderá ganhar 2 ingressos gratuitos para esse espetáculo!

    Para concorrer, basta curtir as páginas do Facebook, Patflor (aqui) e Brasil-SanDiego (aqui) e escrever nos comentários desse post: “participando”.

    O resultado do sorteio será divulgado em ambas as páginas do Facebook, Patflor e Brasil-SanDiego, na sexta-feira, dia 8 de Março!

    Boa Sorte!

     ——————————————-

    Copley Symphony Hall presents, this coming Sunday, Dance Brazil. The unique fusion of Afro-Brazilian movement, traditional and contemporary dance, Capoeira, and traditional martial arts based on the music and dance of Brazilian culture. 

    If you live in San Diego or are visiting, you can enter for a chance to win 2 FREE tickets to this show!

    To participate you just have to like our Facebook pages, Patflor (here) and Brasil-SanDiego (here), and comment “participating” on this post.

    The result of this give away will be revealed in both Facebook pages, Patflor and Brasil-SanDiego, on Friday, March 8th!

    Good Luck!

    Love, Patflor

    COPLEY SYMPHONY HALL
    750 B Street

    San Diego, CA 92101

     
  • Permalink | Responder

    Casino Nightby Paula

    26 February 2013Tags: , Casino  

    O último fim-de-semana foi agitado!

    Além do encontro das Blogueiras de San Diego (aqui), fizemos várias outras atividades que vamos mostrando aos poucos durante essa semana. No sábado à noite, eu fui a uma festa de aniversário no Pechanga Resort & Casino, em Temecula, CA. Claro que não perdi a oportunidade de fotografar e mostrar tudo para você! Essa foi minha primeira vez em um casino na Califórnia. Só conhecia os de Las Vegas, e o Pechanga não deixou a desejar. Veja que lindo!

    Eu, particularmente, não tenho o hábito de apostar, mas adoro passear pelos salões de jogos super decorados, luminosos e extravagantes. Sem falar nas várias opções de bares, restaurantes e boates.

    O que acharam?

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Escape: Big Bear Lake, CAby Paula

    15 February 2013Tags: Big Bear, , ,  

    Aproveitando o restinho de inverno na Califórnia, uma boa pedida é subir as montanhas para curtir um pouquinho de neve! O destino de hoje: Big Bear Lake. A cidade é super charmosinha, com muitos chalés disponíveis para aluguel. A atração principal é a prática de Ski e Snowboard, possuindo duas pistas: Snow Summit e Bear Mountain. O contraste de montanhas e lago é um espetáculo à parte!

    Existem slopes para todos os níveis de experiência, além da opção de aulas para iniciantes. Eu não fiz aula, fui com a cara e a coragem! rs. Achei bem difícil, mas foi divertido! Para quem não quer se arriscar, pode ficar nos chalés na base das montanhas, onde rola música ao vivo, drinks, aperitivos e muita gente pra lá e pra cá.

     

    Me diverti muito! Vale a pena conhecer!

    Love, Patflor

     
c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar