• Permalink | Responder

    Escape: Musha Cay, Bahamasby Pat

    7 June 2013Tags: paraiso, ,  

    Musha Cay, Bahamas

    Musha Cay é uma ilha de propriedade privada no sul das Bahamas. Seu dono? O ilusionista David Copperfield. Consiste de um hotel-resort com cinco casas-villas e uma casa grande comum a todos os hóspedes com restaurante e clubhouse completo.

    Um hotel-resort que vem com a ilusão de que é todo seu, só seu. E de certa forma é, pois você não reserva uma das casas-villas, mas sim, a ilha inteira! Tudo ao estalar de seus dedos.

    Curiosidade: número mínimo de hóspedes por estada, 2, máximo, 24, sendo todos escolhidos por você.

    Bom fim de semana!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Pier em San Clemente, CAby Pat

    3 June 2013Tags: pier, ,  

    O mês começou nublado, quase melancólico, fazendo jus ao apelido “June gloom”. Mas, isso não nos impede de sairmos por aí, não é? A primeira cidade ao norte, depois de todo o condado de San Diego, chama-se San Clemente, que fica a uns 20 minutos de carro de Oceanside. San Clemente pertence ao condado de Orange County e é famosa por suas praias, pontos de surf, colinas com vistas maravilhosas e arquitetura colonial espanhola. É aquela cidade pequena, descontraída, mas bem descolada. Exitem muitas coisas legais para se fazer e ver, mas só dei uma passada no San Clemente Pier para almoçar.

    San Clemente pier

     

    San Clemente pier

     

    The Fisherman’s Restaurant and Bar é o único no pier, à direita, a parte do restaurante (refeições) e `a esquerda, Oyster Bar.

    vista do mar do interior do Oyster bar

     

     

    Tanto o Oyster Bar quanto o restaurante, ficam lotados, mas ainda assim tem bom serviço, considerando que são ambientes casuais de praia. As varandas são em dois níveis, maximizando a vista, com para-sois azuis bem alegres e aquecedores portáteis ( já te contei da brisa fria e constante do Pacífico, né?).

    varandas do restaurante

     

     

     

    Há uma passagem-túnel para se chegar ao The Fisherman’s, que pode ser usada afim de se evitar os trilhos do trem – reparou na 2ª foto?

    passagem sob os trilhos

     

    escadas da passagem

     

    Ou então, você espera o trem chegar e sair. Esse é o Amtrak, aquele que vai até o Canadá. As paradas dele em San Diego são: Santa Fe station – downtown, Solana Beach e Oceanside.

     

     

    Amtrak

     

    Dica de passeio: Todo 1º domingo de cada mês há um feirinha de rua pequena em San Clemente, na Del Mar Ave. Seguindo nessa mesma rua, você chega ao pier.

    San Clemente pier

     

    A cidade de San Clemente tem um legado de surf muito forte. Várias revistas famosas de surf vem de lá, tem uma concentração grande de fábricas de pranchas e, claro, ótimas ondas. Pontos de surf: Trestles, Lowers, Middles & Uppers, Riviera, Lasuens ou Lost Winds, The Hole, T-Street, Linda Lane, 204, North Beach, Calafia e Poche Beach. Conhece algum? Há ainda San Onofre State Beach.

    Uma boa semana!

    Love, Patflor

    The Fisherman’s restaurant & bar – 611 Avenida Victoria  San Clemente, CA 92672

    (949) 498-6390

    *All pictures found in today’s post were taken with the intention of illustrating a family friendly environment. If you or loved ones are in any of them, and you would like to have names linked to any, or yet, have the picture removed, please contact us at: patflor12@gmail.com

     
  • Permalink | Responder

    Perambulandoby Pat

    30 May 2013Tags: , ,  

    Depois de desembarcar na Santa Fe Station (aqui), segui andando até a Seaport Village, que fica ao lado da baía de San Diego. A Seaport Village é um complexo de mais de 70 lojinhas, galerias, sorveterias e restaurantes, de frente para a baía. Foi projetada e construída com o conceito “livre de carros”, com 6km (4mi) de caminhos sinuosos que conectam um lugar ao outro.

    Árvores antigas, plantas e flores, lagos com patinhos e pontes deixam o passeio ainda mais prazeroso.

    Kite Flite, loja de cafifas

    Soltar cafifas, ou papagaios, é uma diversão muito popular na Seaport Village, pois a brisa que vem da baía é constante. E o mais legal, é que muitos adultos juntam-se às crianças e tudo vira uma folia só.

    Ao longo dos caminhos, você encontra mágicos, malabaristas, homem-estátua e outros pequenos shows. Adoro, rs. Mesmo morando aqui, é sempre bom fazer uns programinhas de turista de vez em quando, pois há uma variedade bem legal de coisas e nas lojas de souvenirs, muitos produtos inesperados como, boutique para cãezinhos, faça velas você mesmo, só molhos picantes, só xícaras e canecas, anyway, eu curto!

    A ponte Coronado é um ponto famoso e pode ser avistada, ao longe, de vários locais da Seaport Village. E o restaurante de madeira, ao lado, fica “dentro” da baía.

     

     

    Os prédios da foto acima são, na maioria, hotéis.

     

    Edgewater Grill, restaurante

    Uma pausa para um almocinho no restaurante da foto acima.

     

    Vista linda para todos os lados

    Caminhando para à direita, você começa a sair da Village. Há um terminal para passeios de barcos, uma marina de barcos particulares e mais hotéis.

    Seaport Village é um passeio para todas as idades. Se você ainda não conhece e acha que seria um lugar legal de se visitar, clique Like. Se você já conhece, clique Like e, se quiser, faça um comentário com a sua opinião!

    Love, Patflor

    *local:  849 West Harbor Drive

    *O estacionamento é pago.  *No verão, as atividades na Village terminam às 22hs.

     
  • Permalink | Responder

    Escape: Fernando de Noronha, Brasilby Pat

    17 May 2013Tags: ilhas, Islands, praias,  

    Nunca fui a Fernando de Noronha, mas adoraria. Já ouvi tantas estórias fabulosas sobre o mar, a fauna e flora locais, que uma viagem até lá entrou para a minha bucket list.

    Dois Irmãos

    Curiosidade: a ilha era coberta por uma floresta até o século XIX, quando foi totalmente devastada para evitar que os prisoneiros da época,  construíssem canoas feitas com os troncos das árvores e fugissem. Hoje em dia, está sendo reflorestada, mas a maioria da vegetação ainda é baixa – assim me contaram.

    Sei, também, que o arquipélago tem 21 ilhas, que pertence a Pernambuco (apesar de estar mais próximo do Rio Grande do Norte), que se chega de avião de Natal ou barco, do Recife e que é Patrimônio da Humanidade. E você, já esteve lá ou tem algo mais pra me contar?

    Enfim, hoje, escaparia para o meu Brasil. Hoje, se pude escolher, iria para Fernando de Noronha registrar em minha alma, imagens, aromas e sons desconhecidos por mim.

    Bom fim-de-semana!

    Love, Patflor

    *all pictures are from the internet

     
  • Permalink | Responder

    É o bicho!by Pat

    16 May 2013Tags: aninais, wildlife, zoo  

    Ontem o meu dia de trabalho foi super legal, levamos os nossos aluninhos ao zoológico. O San Diego Zoo é um dos programas favoritos de famílias com crianças, turistas e para todos aqueles  que gostam de plantas e animais.

    Estive no San Diego Zoo algumas vezes e, toda vez, procuro fazer um passeio diferente. Ontem foi dia de tour bus.

    O San Diego Zoo é um lugar lindo, que cobre 100 acres de parque, onde 4.000 animais vivem em ambientes semelhantes a seus habitats naturais. Além de ser um dos maiores do mundo, é também um dos mais dinâmicos, pois está ligado a projetos de assistência a animais selvagens em ameaça de extinção.

    mapa do SD zoo

    mamãe-girafa falando com o filhote, à direita

     

    panda comendo um bambuzinho delícia

     

    mandrill

     

    olha essa amizade: cheetah e cachorro

     Ontem foi um dia quente e muitos dos animais dormiam ou ficavam na água.

    Essa koala, abaixo, teve cria recentemente, mas não consegui tirar foto da filhotinha, Kirra, do ônibus.

    leão da montanha, muito comum nos bosques de San Diego

     

    urso polar, que soneca boa

    Repare na foto acima, as pessoas atrás da parede de vidro, de onde se pode tirar fotos dos animais nadando debaixo d’ água, como a foto do hipopótamo.

     

    Poderia te mostrar outras inúmeras fotos, mas acho que já deu para você ter uma ideia, né?! Para quem vem de fora, existem pacotes que incluem hotéis, são os vacation packages. O San Diego Zoo é um passeio extraordinário, vale conhecer!

    Love, Patflor

    *All pictures found in today’s post were taken with the intention of illustrating a family friendly environment. If you or loved ones are in any of them, and you would like to have names linked to any, or yet, have the picture removed, please contact us at: patflor12@gmail.com

     
  • Permalink | Responder

    Disneylandby Pat

    9 May 2013Tags: Disneyland, Parque de diversão  

    Existem coisas na vida que penso em fazer e acabo por adiá-las, não porque não tenham importância ou relevância, mas porque sei que são possíveis de serem realizadas e vou deixando a idéia em “banho-maria”. Vou te dar um exemplo: A Disneyland fica a apenas 1hr de distância de onde moro. Sabe quantas vezes estive lá nesses doze anos que moro em San Diego? Nenhuma, zeeero! Well, fiz aniversário em abril e resolvi que uns dias de fantasia seria uma boa forma de comemorar. A Disney daqui tem dois parques gigantes, Disneyland Park à direita e Disney California Adventure Park à esquerda, que são unidos pelo Downtown Disney District. Este último é uma área cheia de lojas, cafés e restaurantes. É aberta ao público, vende-se bebidas alcoólicas e o estacionamento é grátis por três horas ou até 5hs, se você apresentar recibo de alguma compra ou restaurante. Dica: se estiver hospedado em hotel, vá de shuttle do hotel, pois custa em torno de U$5 por pessoa, para o dia inteiro.

    Passei um total de dois dias na Disneyland, sendo que, no primeiro, fiquei batendo perna por Downtown Disney, aproveitando para relaxar, fazer umas comprinhas básicas e curtir a noite. Sabe uma coisa que adoro fazer? Ir jantar num restaurante, depois ir comer sobremesa numa confeitaria e, então, fechar a noite com drinks em algum pub. Lá foi perfeito para isso!

    O dia seguinte começou com a escolha de qual dos dois parques eu gostaria de conhecer. O California Adventure é aquele que tem os briquedos “radicais”, que nos tiram o folêgo  e nos deixam de voz  rouca de tanto gritar. E o Disneyland, que tem a diversão de brinquedos mais “calmos” e, principalmente, o mundo das estórias de Walt Disney. Minha mente racional e analítica me explicou que, como já estive em inúmeros outros parques com montanhas-russas, etc, sem falar que posso voltar com facilidade, eu deveria conhecer o Disneyland Park. Achei válida toda aquela lógica e concordei com os ”meus botões”. Mal sabia eu que estava prestes a re-encontrar a criança que estava quietinha dentro de mim. E isso não demorou muito a acontecer. Avistei a Minnie e corri para encontrá-la, com o coração disparado e a alegria de rever minha velha amiga. E assim foi com o Mickey e toda a turma.

    Imersa em contos de fadas, onde os personagens magicamente me rodeavam, passei o dia do meu aniversário – feliz!

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Frutos-do-mar, gosta?by Pat

    8 May 2013Tags: Frutos do mar, ,  

    Ultimamente, venho desejando pratos de frutos-do-mar como nunca. Talvez seja porque o clima está esquentando, o entardecer está mais prolongado ou algo assim. A verdade é que restaurantes com cozinha especializada em seafood, geralmente, tem preços que requerem  muitas pérolas… Vinha beliscando um peixinho daqui, um camarãozinho dali, dentro do costume. No final da semana passada, sem muito ânimo para produções e acontecimentos, resolvi ir jantar num restaurante comum, de cadeia, que já conhecia e sabia que era simples e bom. Olha, foi uma extravagância de fartura, mas dentro de um orçamento super consciente!

    Pedimos de entrada cogumelos gratinados, recheados com carangueijo e lagostin, seguidos por saladinhas com molho de blue cheese e pãezinhos-biscuits amanteigados desmanchando de tão quentinhos – já estou ficando com desejo novamente. Os pratos principais foram: arroz pilaf com espetinhos de camarão, lagosta grelhada, camarão scampi e vagem. O outro foi poãs  de carangueijo King, lagosta grelhada, camarão scampi, camarão à milanesa  e purê de batatas.

                                                                                            cogumelos recheados

     

    ai, ai

    ui, ui

    O vinho foi um Pinot Grigio de Sonoma Valley, CA. Não sobrou espaço para a sobremesa.

    Mamãe me ensinou a comer tudo e a raspar o prato. Well, sobrou um pouquinho da vagem  :)

    Fica a dica, Red Lobster, muito sabor, bom serviço e ótimo preço. Se quiser saber quanto foi a conta, me pergunte nos comentários, ao final do post.

    Love, Patflor

     

     
  • Permalink | Responder

    As flores tem um lugar especial em minha vida (como você já deve ter percebido, né?) e para a minha total alegria, aqui pertinho de casa existem  campos de flores lindos. Explicando melhor: chama-se The Flower Fields, no Carlsbad Ranch, onde as sementes são plantadas em carreiras formando longas tiras coloridas, umas bem próximas das outras, com um efeito visual es-pe-ta-cu-lar! É um santuário de beleza natural que dura, aproximadamente, de 6 a 8 semanas no ano. As flores começam a desabrochar no comecinho de março, anunciando a chegada da Primavera, e ficam floridas até meados de maio.  Esses campos ficam numa colina entre o Carlsbad Premium Outlets, shopping center de lojas de ponta-de-estoque excelente, e o Legoland.

    bandeira americana toda feita de flores - lindíssima!

    The Flower Fields é a única fazenda produtiva de ranunculus no mundo que permite adultos e crianças a passearem entre o vasto “mar” de flores ali cultivadas. Durante a época da floração, várias atividades são oferecidas. Há o passeio numa carroceria puxada por um trator antigo por entre os campos e um passeio a pé pelo labirinto super cheiroso das sweet peas, uma estufa de orquídeas Cymbidium e o jardim do artista. Alguns eventos : Bluegrass Day, Red Hat Ladies’Day and Style. Uma lojinha de lembrancinhas não podia faltar, onde você pode comprar  flores recém  colhidas, bulbos e flores em vasinhos. Há banheiros e estacionamento. Ingressos de entrada são cobrados quase que simbolicamente. Sinto muito só estar escrevendo sobre The Flower Fields no final da temporada, mas para quem quiser conhecer, ainda dá tempo. Os campos estarão abertos até o dia 12 de maio, Dia das Mães. Que tal?

    um restinho de por-do-sol com o oceano ao fundo

    No topo da colina onde estou, há um hotel e uma cervejaria, Karl Strauss, e a caminho de lá, me deparei com uma família de coelhinhos selvagens, que corriam e se escondiam, lépidos e faceiros – só consegui tirar a foto de um mais bobinho.

    filhotinho de coelho

     

    Karl Strauss Brewery and Restaurant

     

    fish and chips, cerveja da casa

    Love, Patflor

    The Flower Fields is open daily from 9 a.m. to 6 p.m. Admission is $11 for adults, $10 for seniors and $6 for children. For more information please call (760) 431-0352.

     

     
  • Permalink | Responder

    Carlsbad Village Fairby Pat

    6 May 2013Tags: Feira de artesanatos, Street fair  

     O meu programinha do domingo foi calmo, fui à feirinha de rua, Carlsbad Village Fair, que é a maior feira de exposição de rua, de apenas um dia, em todo o país. Com mais de 850 barraquinhas vendendo de um tudo – arte, artesanatos, antiguidades, roupas, comidas – e  briquedos para as crianças, música ao vivo e muito mais.

    Repara só o charme da viseira desse cãozinho, à venda com roupinhas e acessórios. Muito fofo!

    plaquinhas para coleira

    mural sendo pintado ao vivo

    A Carlsbad Village Fair acontece duas vezes ao ano, sendo a próxima, no início de novembro.

    Domingo também foi dia da comemoração do famoso Cinco de Mayo, festividade mexicana ultra famosa por aqui. Pela foto do instagram já vi que Paula celebrou bem, mas como ainda não nos falamos hoje, não sei detalhes. Depois, você pede para ela te contar.

    Love, Patflor

     
  • Permalink | Responder

    Escape: Oceanside Harborby Pat

    3 May 2013Tags: barcos, Harbor, Marina  

    Oceanside é a última cidade no litoral norte de San Diego e os lugares que mais gosto, visualmente falando, são o pier e a marina. Estive por lá ontem, depois de um longo dia de trabalho. Não parei para fotografar o pier dessa vez, sorry, fiquei na marina. Conhecida por Oceanside Harbor, é relativamente grande, com centenas de barcos, área para pesca, estacionamento, lojinhas e restaurantes. Tem até a sua própria polícia. As lojinhas e os restaurantes são feitos de madeira e há um pequeno farol reminiscente de anos atrás.

     

    As águas são calmas, perfeitas para stand-up boards e kayaks, que você pode alugar, e para a visita constante de focas e leões-marinhos que vem tomar banho de sol.

    Já fazia algum tempo que não escapava para aqueles lados e foi muito bom rever tudo. Terminei o passeio no restaurante da foto acima, Rockin’ Baja Lobster, que tem um ambiente bem praiano, além da vista maravilhosa e visitantes gulosos.

    Bom fim-de-semana!

    Love, Patflor

     
c
compor novo post
j
próxima post/próximo comentário
k
post anterior/comentário anterior
r
responder
e
editar
o
mostrar/esconder comentários
t
voltar ao topo
l
iniciar a sessão
h
mostrar/esconder ajuda
shift + esc
cancelar